sexta-feira, fevereiro 26, 2010

Poderosos


Ontem, ao cruzar-me com um ex-colega de trabalho, troquei meia dúzia de dedos de conversa e de facto reafirmo, algo que sempre acreditei, acredito e acreditarei:

A nossa vida é aquilo que fazemos dela. Se nos sentamos calmamente aguardar que o bem estar, a felicidade, a paz de espírito, o sorriso, o olho brilhante…venham ter connosco…bem que podemos “esperar sentados” para não nos cansarmos muito. Se aguardarmos serenamente que o que está à nossa volta faça isso por nós, bem que nos podemos deitar e adormecer para não sentirmos os dias a passar.

Apesar da insignificância a que somos reduzidos perante um Universo tão grandioso e que nos transcende, não nos foi retirada a grandeza de traçarmos o nosso caminho. E não venham com a história de que “não é bem assim…” porque é “assim mesmo”!...

terça-feira, fevereiro 23, 2010

Viver

Passado...presente...futuro...passado...presente...futuro...
Presente, definitivamente!...
Ontem...hoje...amanhã...ontem...hoje...amanhã...
Hoje, definitivamente!...
Há pouco...agora...daqui a pouco...há pouco...agora...daqui a pouco...
Agora, definitivamente!...

Só assim é possível estar em sintonia com o Universo!...

quinta-feira, fevereiro 18, 2010

Na ponta dos meus dedos


Eu sei, eu sei...quer dizer...não sei, mas acredito piamente que a roupagem a que chamamos corpo não passa disso mesmo...o guarda roupa desta passagem a que denominamos vida. Isso leva-me a pensar a falta que vou sentir de um dos maiores prazeres que tenho enquanto ser terreno: em palmilhar cada centímetro da tua pele na ponta dos meus dedos e ser invadida por um leito de prazer que me aquece, me ilumina, me renova, me preenche, me deleita...

Se tivesse que fazer uma analogia simbólica diria: é o pote de ouro que encontrei no final do arco-íris!...