domingo, maio 11, 2008

Se amar de verdade...

Se amar de verdade
É adormeceres em silêncio
Mergulhada nas palavras moucas
Enroscada no corpo da paz

Se amar de verdade
É quando não dás por adormecer
Envolvida nos braços do amor
E no paraíso te sentes a viver

Se amar de verdade
É quando acordas sozinha
Sorrindo para o vazio preenchido
E dizeres: bom dia, meu amor!

Se amar de verdade
É acordares acompanhada
Sorrindo por seres feliz
E sentires-te a mulher mais amada

Se amar de verdade
É sentires a alma acompanhada
O teu corpo envolto num ninho
Mesmo quando estás no meio do nada

Se amar de verdade
É sentires que a vida que tens
É curta demais para tanto amor
Nunca chegando para o viveres

Se amar de verdade
É quereres envelhecer
Num banco à beira mar
De mãos dadas cantando a mesma canção

Se amar de verdade
É sentires falta de ti

Então...


Eu amo-te de verdade