terça-feira, janeiro 30, 2007

Papões versus Vida

Cheguei à conclusão que a minha relação com a escrita, se torna imprescindível quando não estou bem comigo e com os outros, mas principalmente quando não estou bem comigo. Uma forma de libertar os “papões”, como que a expulsá-los para uma folha de papel e a pedir-lhes para não voltarem.
Já devia saber isto por experiência própria; o meu filho mais velho, enquanto criança, tinha muitos “medos” e nas consultas a que ia, o psicólogo pedia-lhe para desenhar os monstros que via numa folha de papel, folha essa que era deitada para o lixo quando terminava a consulta. Ele dizia-me: “Main, continuo a ver os monstros. Eles vieram comigo.” Mas um dia, acabaram por ficar num caixote do lixo que ficou no passado.
E os meus “papões” têm-me vindo a deixar aos poucos. Agora acordo com vontade de ver o dia nascer e me deito porque o Sol já se pôs. E a intensidade dos momentos vividos, os bons e os menos bons, é tão grande, que o lápis é substituído pelas páginas que vou desfolhando deste novo livro do qual sou a autora: Vida!...
As minhas desculpas à ausência nos vossos “cantinhos”, que foram e me são queridos. Mas…


"Tantos livros na estante. E acabo folheando o coração."
Eugênio Leandro



8 Comments:

Blogger as velas ardem ate ao fim said...

Ajuda tanto escrever não é? para mim liberta me...medos.

bjinho(por mim estas dsc)

1/31/2007 8:49 da tarde  
Blogger Ana Luar said...

Continua nessa busca do coração... os livros esses são eternos.
Escreve... não pares de escrever... que a escrita se faça eterna como o é o medo que habita no coração dos conscênciosos.

2/01/2007 10:25 da tarde  
Blogger Ana Luar said...

Continua nessa busca do coração... os livros esses são eternos.
Escreve... não pares de escrever... que a escrita se faça eterna como o é o medo que habita no coração dos conscênciosos.

2/01/2007 10:25 da tarde  
Blogger Claudia said...

Mas...sabes que o canto está lá sempre à tua disposição, Para Sempre.

Beijo sentido

2/02/2007 10:53 da tarde  
Blogger Just an ordinary girl said...

Estás na "biblioteca" certa, então!!!

Muitos de nós descuramos demasiado o livro mais importante de todos...

Um beijinho.

2/05/2007 10:27 da tarde  
Blogger Vida said...

E vive minha amiga, vive sem papões, escreve para te virmos ler.

Beijos.

2/07/2007 12:14 da manhã  
Blogger Guilherme F. said...

Estás perdoada enquanto escreveres assim.
Agradeço as tuas palavras.
bj
Gui
coisasdagaveta.blogs.sapo.pt

2/07/2007 12:39 da tarde  
Blogger mar_e_sol said...

as velas, tem dias...um beijo grande para ti :)

ana luar, é uma busca eterna e o verdadeiro alimento da alma...um beijo :)

claudia, obrigada :). Um beijo

girl, ela é que está em mim ;). Beijo

vida, este conselho só teu não é "vida"? :)) beijos

guilherme f., és um querido, é o que é. :) Beijo grande

2/07/2007 11:50 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home