sexta-feira, maio 05, 2006

Sem título...aceito sugestões...

As crianças são naturalmente irrequietas, turbulentas, não antevendo o perigo em lado nenhum. Os meus filhos até nisso são o oposto. O mais velho sempre foi muito medricas, logo muito cuidadoso, sentia que o perigo o espreitava a todo o momento. O mais novo sempre foi destemido, o que pressupõe cuidados a redobrar.
Em relação a J., quando era mais novo, dificilmente o "perderia" ou ele se "perderia" de mim. Não se afastava nem um cm, nem para brincar com os amigos que se encontravam a 1 metro de distância. Já o mais novo, o Z., bastava um segundo e já estava a Kms. de distância.
Bom...mas apesar de todo o cuidado que J. tinha, com 5 anos, escorregou na banheira, bateu com o queixo no bordo, e...abriu o queixo!...
A caminho do hospital, J. ao meu colo, diz-me:

"- Sabes mãe...
- Sim J., diz.
- Há dias, na escola, a professora contou uma história sobre os passarinhos.
- Sim J.?! E gostaste?
- Gostei muito. As mães pássaros gostam muito dos filhos.
- Claro J.. Todas as mães gostam muito dos filhos.
- Pois...sabes que quando os filhos caem dos ninhos elas os agarram em voo..."

Abracei-o. Palavras para quê?!...