sábado, março 11, 2006

É urgente escrever sobre o amor...

"Eu não sou um corpo que tem uma alma, sou uma alma que tem uma parte visível, chamada corpo. Durante todos estes dias, ao contrário do que podia imaginar, esta alma esteve muito mais presente. Não me dizia nada, não me criticava, não sentia pena de mim: apenas me observava.
Hoje, dei-me conta da razão por que isso acontecia: há muito tempo que não penso em algo chamado amor. Parece que ele foge de mim, como se já não fosse importante, e não se sentisse bem-vindo. Mas, se não pensar em amor, não serei nada.
Quando voltei ao Copacabana, no segundo dia, já era vista com muito mais respeito - pelo que percebi, muitas raparigas aparecem por uma noite, e não aguentam continuar. Quem vai adiante, passa a ser uma espécie de aliada, de companheira - porque pode perceber as dificuldades e as razões, ou melhor dizendo, a ausência de razões por ter escolhido este tipo de vida.
Todas sonham com alguém que chegue e as descubra como verdadeiras mulheres, companheiras, sensuais, amigas. Mas todas sabem, desde o primeiro minuto de um novo encontro, que nada disso irá acontecer.
Preciso de escrever sobre o amor. Preciso de pensar, pensar, escrever e escrever sobre o amor - ou a minha alma não aguenta."
in "Onze Minutos"
Paulo Coelho

Esta é uma folha do diário de uma prostituta. Fará todo o sentido querer falar de amor, quando o sexo é a sua profissão.
Mas seja prostituta, médica, empregada doméstica, advogada, professora, empregada de balcão...qual é o ser humano que não tem necessidade de pensar, escrever, falar sobre o amor? E porque é que é tão mais difícil falar ou escrever sobre o amor do que sobre sexo?
Talvez porque amar é sentir com a alma e sexo é sentir com o sexo...a alma não se alimenta de sexo.
...é bem mais fácil ter relações sexuais do que fazer amor!...
...é bem mais fácil falar de sexo do que falar de amor!...
...é urgente escrever sobre o amor!...

3 Comments:

Blogger Arion said...

É urgente DAR e TER amor. É incrível a facilidade com que o sexo se obtém. Por isso mesmo, e como me sentia sempre mais vazio ainda, fartei-me disso. Amor, isso sim, é que era...

3/11/2006 12:29 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

"O amor encontrará o seu caminho, ainda que seja através de trilhos por onde nem os lobos se aventurariam a seguir a presa"..Lord Byron

3/12/2006 5:26 da tarde  
Blogger Nekynho said...

A razão alimenta-se da verdade... o coração, de amor... e eu, de gelados lol
Boa semana :o)

3/12/2006 9:26 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home