sexta-feira, março 17, 2006

Ela e a Outra...

"...Comecei a imaginar de que maneira gostaria de estar a viver naquele momento. Eu gostaria de estar alegre, curiosa, feliz. A viver intensamente cada instante, a beber com sede da água da vida. Confiar novamente nos sonhos. Capaz de lutar pelo que queria.
Amar um homem que me amava.
Sim, esta era a mulher que eu gostaria de ser - e que de repente aparecia, e transformava-se em mim.
Senti que a minha alma se inundava com a luz de um Deus - ou uma Deusa - no qual não acreditava mais. E senti, naquele momento, a Outra deixava o meu corpo e sentava-se num dos cantos do pequeno quarto.
Eu olhava para a mulher que tinha sido até então: fraca, tentando dar a impressão de ser forte. Com medo de tudo, mas dizendo a si própria que não era medo - era a sabedoria de quem conhece a realidade. Construindo paredes nas janelas por onde penetrava a alegria do sol - para que os seus móveis velhos não ficassem desbotados.
Vi a Outra sentada no canto do quarto - frágil, cansada, desiludida. Controlando e escravizando aquilo que devia estar sempre em liberdade: os seus sentimentos. Tentando julgar o amor futuro pelo sofrimento passado.
O amor é sempre novo. Não importa que amemos uma, duas, dez vezes na vida - estamos sempre diante de uma situação que não conhecemos. O amor pode levar-nos ao inferno ou ao paraíso, mas leva-nos sempre a algum lugar. É preciso aceitá-lo, porque ele é o alimento da nossa existência. Se nos recusamos, morremos de fome, enquanto vemos os ramos carregados da árvore da vida, sem coragem para estender a mão e colher os frutos. É preciso procurar o amor onde ele estiver, mesmo que isso signifique horas, dias, semanas de decepção e tristeza.
Porque no preciso momento em que partimos em busca do amor, também ele parte ao nosso encontro.
E salva-nos."
"Nas margens do Rio Piedra sentei e chorei"
Paulo Coelho

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

" O amor move o Sol e as demais estrelas "..Dante sei que sabes..Léo

3/16/2006 10:14 da tarde  
Blogger Arion said...

Como eu gostaria de acreditar nisso: mas parece-me que quanto mais o procuro, mais ele foge... Bom fim-de-semana! E fazes o favor de seres feliz!

3/17/2006 1:49 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home